Esse post ficou grande e … chato demais para quem não tem interesse nenhum nesse assunto, hahaha. Por isso, se quiser ler o post inteiro clique no Leia Mais ali em baixo. Espero que seja útil! :D


Desde o ano passado estou planejando uma viagem para Nova York, que deve acontecer em Outubro desse ano. Não adianta, NY é um destino-sonho. Mas, viajar para o exterior não é nada barato, por isso a viagem só aconteceria de fato se fosse pra juntar dinheiro por um bom tempo, hehehe.

Com tudo planejado só faltava uma coisa: o visto americano. O processo todo assusta um pouco, mas não é nada do que falam por ai. Claro que existem casos e casos, mas mais de 95% dos vistos no Brasil são aprovados, ou seja, não é nada tão terrível assim.

Mesmo assim, a gente fica meio perdida sem saber por onde começar, o que fazer, o que pagar, o que levar. Claro que viagens a trabalho/estudo tem seus próprios procedimentos para requerir o visto, mas para viagens de turismo e consumismo puro (a minha! hahaha) vou tentar listar os processos para facilitar a vida de quem pretende tirar o visto também.

Agendamento

Tudo começa pelo agendamento, que deve ser feito por esse site. Você paga uma taxa de R$ 38,00 para obter um senha que te dará acesso ao calendário onde você pode ver as datas e horários disponíveis para agendar sua entrevista. Assim que você agendar, receberá um email com todas as informações. Bem simples.

Formulários

Após receber o e-mail de confirmação, você precisa preencher o formulário DS-160, que é onde você vai informar tudo sobre você. Esse formulário pode ser preenchido até o dia da entrevista e você pode ir fazendo por partes e salvando. No começo do preenchimento você recebe um código (Application ID) que vai ser usado para recuperar seus dados sempre que quiser continuar completando a ficha.

Todo o formulário é em inglês, mas se você passar o mouse em cima das perguntas aparece a tradução (bem vagabunda por sinal) em português.

Exemplo de página do formulário. Na lateral, todos as etapas de preenchimento.

Não esqueça de salvar o formulário a cada página preenchida, senão a página expira e você perde tudo que não estava salvo.
Nessa etapa também você precisa fazer upload de uma foto sua, estilo 3×4, no site. Então não esqueça de scannear ou tirar uma foto nesse estilo e deixar salva no computador.

Imprima o comprovante do preenchimento, você precisa levar essa folha no dia da entrevista.

Taxa

Agora é hora de pagar a taxa do visto, que é de $140. Para pagar, você precisa ir até uma agência do Citibank (sem imprimir nada mesmo) e pagar em dinheiro a taxa, já convertida para reais. Eles não aceitam cartão, cheque, nada. Só dinheiro.
A taxa pode ser paga até o dia da entrevista, mas para evitar problemas, tente pagar com uma certa antecedência. Guarde o comprovante de pagamento porque ele é mega necessário.

Documentação

Hora de separar a documentação para levar no dia da entrevista. Além do passaporte,  nenhum documento é “obrigatório” e não existe certeza nenhuma de que eles vão pedir para conferir algo. As vezes pedem, as vezes não, mas para garantir, tenha tudo que conseguir em mãos no dia da entrevista.

Os documentos que eles sugerem são todos que comprovem seus vínculos com o Brasil e sua condição financeira para cobrir os custos da viagem. Por exemplo: carteira de trabalho, declaração de imposto de renda, certidão de casamento/nascimento, extratos bancários, documento do carro, declaração da escola/faculdade … tudo que comprove que você tem compromissos por aqui, e que precisa retornar ao Brasil depois da viagem porque não pode abandonar o emprego, a faculdade e as contas pra pagar! hahaha

Documentos que eu levei: passaporte, carteira de trabalho, comprovante de pagamento do Citibank, extrato bancário, holerite, carta comprovando meu vínculos com a empresa, RG, certidão de nascimento, comprovante do DS-160 e o formúlario impresso, comprovante de residência, algumas contas tipo celular, cartão de crédito, luz e água.

Entrevista

No dia da entrevista eles pedem para que você não chegue muito cedo ao consulado, no máximo 30 minutos de antedência. Mas não se iluda: você não vai ser atendido no horário marcado. O horário é mais para você ter uma noção de qual horário chegar para começar o processo todo por lá … que é MUITO demorado. Isso, claro, com base na minha experiência e de amigos aqui no consulado de SP. Talvez outros consulados sejam mais tranquilos.

Você não pode entrar com celular (e nenhum tipo de eletrônico) ou metais no consulado, por isso, deixe tudo isso em casa, porque eles não tem guarda-volumes e você terá que pagar para guardar em uns lugares em frente ao consulado.
Eu esqueci o fone do meu celular na bolsa (só o fone!) e não me deixaram entrar, tive que pagar 5 reais para guardar.

Dentro do consulado você vai ficar umas boas horas em pé em várias filas e etapas diferentes. Não vá de salto, sério! E muitas partes das filas ficam ao ar livre, ou seja, se estiver chovendo, ferrou. O processo do meu visto demorou mais ou menos 4 horas, 4 horas EM PÉ. Delícia.

Os processos lá dentro são os seguintes:

1. Fila para entrar no consulado se tiver muita gente. Logo no portão vão revistar sua bolsa e pedir seu passaporte para conferir.
2. Fila para uma revista mais completa, tipo de aeroporto. Nessa fila alguns funcionários ficam pedindo para conferir o comprovante de pagamento, foto 5×7 e o comprovante do preenchimento do formulário DS-160.
3. Agora, dentro do consulado, você pega uma fila para retirar uma senha e aguardar a pré-entrevista (também em fila). Na pré entrevista eles te pedem os documentos que os funcionários conferiram antes: comprovantes e passaporte.
4. Com a senha em mãos você aguarda ser chamado para recolher as impressões digitais. As senha não aparecem em ordem no painel e tem que ficar prestando atenção o tempo todo. Demora.
5. Após tudo isso, você vai finalmente para a maior fila de todas (rs): a fila da entrevista. Não é por ordem de senha, nem de agendamento, é por ordem de chegada nessa fila depois de ter feito todos os outros processos. Eu fui atendida mais ou menos 12:40 sendo que minha entrevista estava agendada para as 11 e eu cheguei no consulado as 9:30. Quer dizer …
6. Hora da entrevista. Tudo depende do bom humor do seu atendente. Eles falam “entrevista” e dá impressão que você vai se sentar, mas não, você vai ficar em pé, falando com um atendente atrás de uma cabine de vidro blindado. Hora de mostrar os documentos SE eles pedirem, responder algumas perguntas e na hora eles já te falam se seu visto foi aprovado ou não.
7. Se seu visto foi aprovado, você ainda vai pegar mais uma fila! A fila do Sedex, que é onde você paga para te enviarem o seu passaporte (que fica com eles) com o visto colado nele. Pagou a taxa, pronto, acabou, ufa!


Nervoso, ansiedade, tensão, dor de cabeça e dor nas pernas de tanto ficar em pé. Esse foi o meu dia no consulado americano. Meu visto foi aprovado, mas me pediram muitos documentos (tipo imposto de renda, carteira de trabalho e holerite) coisa que não aconteceu com nenhuma das minhas amigas… olha minha cara de terrorista! #not

A única coisa que eu pensava era: vale a pena tudo isso? hahaha.
Bom, só vou saber se valeu a pena quando estiver em NY. Vamos acompanhar … :)

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestGoogle+